XaD CAMOMILA

18 de outubro de 2014

Falta d´água atinge Unicamp e bairros nobres de Campinas

NAS MÃOS DE DEUS



Em Campinas (a 100 km de São Paulo), a falta de água começou a atingir os bairros e condomínios mais ricos (como Alphaville, Swiss Park e Mansões Santo Antônio) na última quinta-feira (16).

Até o Shopping Galleria, o queridinho dos campineiros endinheirados, ficou sem água. 

Na sexta, a Unicamp foi atingida, com desabastecimento nos institutos, reitoria, restaurante universitário e moradia estudantil. Só o Hospital das Clínicas foi poupado.  

No centro da cidade, alguns restaurantes e lavanderias já fecharam as portas, informando que reabrirão quando a situação "voltar ao normal" (pensamento positivo!).

Os bairros mais pobres e afastados já estão sofrendo com a falta de água há mais de duas semanas (só deu mesmo até o primeiro turno!). Na periferia, há locais que estão sem uma gota na torneira há 6 dias.

Para piorar a situação, na última semana, a temperatura manteve-se elevada, ultrapassando 38ºC em alguns horários, e a umidade do ar continuou abaixo de 20%.

O rio Atibaia, responsável pelo abastecimento de 93% da cidade, que tem mais de 1 milhão de habitantes, está "quase-seco", como vocês podem ver na foto acima: água só em laguinhos formados entre as pedras.

Enquanto isso, a SANASA continua negando a implantação de racionamento (aqui) e culpando "a baixa vazão dos rios, a má qualidade da água e o aumento de consumo da população" por conta do calor! (aqui).  

Contando com a ajuda (pasmem!) do sistema Cantareira, que vai fornecer um volume extra de água para Campinas, o presidente da SANASA, Arly de Lara Romêo, diz que "A situação é difícil, mas eu acredito que nas próximas horas deve melhorar, se Deus quiser".

Então, é isso: Está nas mãos de Deus. Bora pegar o terço e começar a rezar, paulistada!



Nenhum comentário :

Estante do XAD

Blogs @migos

Blogs sujos & malvados