XaD CAMOMILA

19 de agosto de 2010

115 dias de greve no Judiciário Paulista: E agora, Viana?


Executivo bate o martelo: não vai liberar verba suplementar


Ontem (18/08), por volta das 19 horas, em mais uma Assembléia Geral, os servidores deliberam pela continuidade do movimento grevista, já que nenhuma proposta foi apresentada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Ainda pela manhã, a Comissão de Negociação dos Servidores recebeu a informação de que, às 16 horas, haveria uma reunião entre o presidente do TJ, des. Antonio Carlos Viana Santos, e o governador do Estado, Alberto Goldman (PSDB). Também foi marcada uma reunião entre a Comissão de Negociação e os desembargadores William Campos e Antonio Carlos Malheiros. Em decorrência disso, a Assembléia, agendada para às 14 horas, foi adiada para o final da tarde.

Durante todo o dia, sob vento e frio intensos, milhares de servidores, concentrados na Praça João Mendes, aguardaram as novidades trazidas pela Comissão de Negociação. No entanto, mais uma vez, nenhuma proposta foi apresentada pelo Tribunal.

Segundo informações dos desembargadores, que conversaram com o presidente do TJSP por telefone, a reunião com o Governador do Estado, mediada pelo secretário da Casa Civil, Luiz Antonio Marrey, restou infrutífera: O Executivo insiste em afirmar que o governo já cedeu ao aprovar o Plano de Cargos e Carreiras [veja aqui] e que não vai liberar verba suplementar para o Judiciário.

Cansados e indignados, os servidores fecharam a Assembléia bradando “a greve continua”. Também foi aprovado o indicativo de não mais aceitar a interrupção da Assembléia Geral para reuniões no Tribunal, enquanto não houver sinalização de que, realmente, alguma proposta concreta será apresentada. Saiba+

Nenhum comentário :

Estante do XAD

Blogs @migos

Blogs sujos & malvados