XaD CAMOMILA

19 de janeiro de 2012

"Descalabro" no TJ/SP: 29 desembargadores receberam antes

Vinte e nove desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) receberam o valor dos atrasados de forma desordenada e diferenciada dos demais, de acordo com estudo preliminar feito pela corte.  O desembargador Walter de Almeida Guilherme, que integra o Órgão Especial do TJ/SP, classificou de "descalabro" pagamentos antecipados a magistrados "sem justificativa plausível". O desabafo de Guilherme ocorreu durante a etapa administrativa da primeira sessão no ano do Órgão Especial da corte. Matéria completa aqui.


Bom, pelo menos, o TJSP está ficando transparente... Antes, ninguém tinha como provar a "sangria desatada" que acontecia lá dentro!
Agora, a partir do corajoso trabalho da corregedora Eliana Calmon veio à tona aquilo que os próprios servidores do TJ já vinham apontando: o tribunal tratou de forma não isonômica o pagamento de verbas indenizatórias e benefícios devidos a seus servidores togados e não togados.
Durante o movimento de 2010 (127 dias de greve) os servidores do TJ levaram à Mesa de Negociação essa constatação, qual seja: a de que grande parte das verbas recebidas pelo TJ era drenada para o pagamento de indenizações de desembargadores e uma parcela ínfima para os servidores.
Só que ninguém tinha o dado que agora está escancarado: ex-presidentes e até ex-integrantes da corte paulista que hoje estão na direção do Supremo, tiveram essas verbas liberadas.
Nesse sentido, o CNJ está cumprindo o papel exemplar de trazer a lume a verdade, sem a qual não é possível objetivar a justiça. Será que a maioria dos ministros do STF pensa diferente? [comentário "tipo mix:" usei trechos do artigo da Elisabete Borgianni, presidente da AASPTJ-SP, publicado aqui]

2 comentários :

claudia disse...

A Luiza chegou do Canadá ! ! !

Xad Camomila disse...

E quem tá indo pra lá é o Serra! kkkkkkkkkk

Estante do XAD

Blogs @migos

Blogs sujos & malvados